sábado, 21 de março de 2009

72: 1

Ontem liguei para um amigo meu, e ele disse que hoje teria o free hugs na Savassi. Para quem não sabe, é um povo que fica segurando uns cartazes escritos "abraços grátis" e sai pedindo abraço aos outros no meio da rua. Quem aceita é devidamente abraçado, e isso é muito legal. Se você entrar no site oficial vai ver que até a Oprah aderiu. Eu resolvi ir para encontrar esse amigo (que não foi, pelo menos não enquanto estive por lá) e acabei ganhando alguns abraços de tabela; inclusive da badaladíssima subcelebridade Judith Coelho, aquela da plástica sem bisturi (e eu se fosse você clicava no link só para ver a placa na fachada da clínica).

Porém, o que me chocou mesmo não foi exatamente quem se deixou abraçar, pelo contrário. Muita gente, jovens inclusive, negaram um abraço. E eu que achava que o povo brasileiro era caloroso me surpreendi foi com a reação espontânea de alguns estrangeiros que passavam por ali na hora e abraçaram geral, sem medo. Estaria o belorizontino, vivendo a neurose de todo-dia de cidade grande, se transformando em uma criatura fria? Ou seria o lado provinciano, resquício de Tradicional Família Mineira, que deixa todo mundo "desconfiado" de um bando de adolescentes que só pedia um abraço e nada mais? Coisas...





Aqui estou eu com parte do povo. Durante o tempo que estive lá realmente pouca gente apareceu. Quem sabe ano que vem não temos uma mobilização maior, e daqui 5 ou 6 anos veremos uma atividade praticamente isolada virar uma "parada do abraço". Eu ia adorar! E, sim, essas são as primeiras fotos "de corpo inteiro" (ok, em uma delas estou atrás do cartaz) que faço desde janeiro.

Quem quiser ler uma matéria da revista Ragga sobre o evento (feita um dia antes), é só clicar aqui!

Um comentário:

Leila DizNi disse...

MB na versão bem mais facil de abraçar: magro e estupendo!

eu morriiia abraçanu.

adeus
MB